Siga nossas notícias

A biomassa da cana-de-açúcar, principalmente o bagaço, supera o óleo diesel e é a segunda colocada no ranking de matérias-primas das termelétricas em operação no País.
A biomassa da cana é a segunda principal fonte alimentadora das usinas termelétricas, com 26,9% do total. São 401 unidades com potência instalada de 11,2 milhões de megawatts (MW).

O terceiro lugar no ranking é ocupado pelo óleo diesel, responsável por 11,4% do total das fontes, com 2.157 unidades geradoras em uma capacidade instalada de 4,7 milhões de MW.
Já a primeira colocação é do gás natural, com 31,2% do ranking, 165 unidades e potência instalada de 12,9 milhões de MW.

As informações foram compiladas pelo engenheiro Humberto Vaz Russi, da Aliança Engenheiros Associados, a partir de dados da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

 

Outubro, 2018.
Fonte: Site Jornal Cana – www.jornalcana.com.br

Publicado em Notícias

A expansão do cultivo de cana-de-açúcar no Brasil para produção de etanol em áreas que não são de preservação ambiental ou destinadas à produção de alimentos tem o potencial de substituir até 13,7% do petróleo consumido mundialmente e reduzir as emissões globais de dióxido de carbono (CO2) em até 5,6% em 2045.
As estimativas são de um estudo internacional com participação brasileira cujos resultados foram publicados no dia 23 de outubro na revista Nature Climate Change.
O trabalho avaliou como a expansão da produção de etanol obtido da cana poderia contribuir para limitar o aumento médio da temperatura global a menos de 2 ºC por meio da redução das emissões de CO2 pela queima de combustíveis fósseis, como a gasolina, conforme acordado pelas 196 nações que assinaram o Acordo Climático de Paris em dezembro de 2015.


Fonte: Website www.jornalcana.com.br

Publicado em Notícias

 

Av. Água Branca, 300 - Piracicaba - SP

Fone: +55 (19) 3437-5700
turbimaq@turbimaq.com.br
Linkedin

PRODUTOS E PROJETOS
Tecnologia e capacidade de produção.

 

POLÍTICA DA QUALIDADE
Gestão baseada na norma ABNT NBR ISO 9001.

TURBIMAQ 40 anos - Paixão movida a vapor